Ética – Se é que você me entende

Ética – Se é que você me entende – Código de Ética

Tema central:

Código de ética

Principais tópicos abordados:

Código de ética
Humilhação de funcionário
Venda de informações por beneficio próprio
Empréstimo de matérias e senhas da empresa
Troca de informações sigilosas com concorrentes

Sinopse:

No seu primeiro dia de trabalho, Junior percebe que os funcionários agem com total falta de ética, desde as relações profissionais até com a organização como um todo. Odete, sua colega de trabalho, conta casos sobre a falta de ética, com normalidade. Quando Junior estranha essas atitudes, é debochado pelos funcionários.

Os casos contados por Odete, diz respeito a vender informações sigilosas, negociar clientes com a concorrência, funcionários serem humilhados pelo chefe perante todos.

Junior descobre uma peculiaridade, que é o SHOW DE HORRORES que acontece na empresa, com perguntas sobre ética, onde as respostas erradas são as corretas, e neste show o qual ele participa, ele é prejudicado e injustiçado.

Percebendo que Junior está perturbado Odete o acorda, e todos percebem que foi apenas um pesadelo.

 

Duração: 45 minutos

Assista um trecho do espetáculo:

Depoimentos:

Durante o painel sobre novas modalidades de Treinamento do 1º Congresso Internacional de Compliance, promovido pela LEC e pela Worldcompliance, contamos com a participação da Toque de Areia. O feedback dos participantes foi excelente. Alem da peça ser de altíssima qualidade, tanto em relação ao conteúdo (praticas antiéticas e fraudulentas no mundo corporativo), os atores realmente conseguiram chamar a atenção do publico. Foi um momento de descontração e realmente conseguimos atingir o nosso objetivo principal do painel que era demonstrar outras formas de comunicação que podem ser utilizadas nos treinamentos corporativos. Parabenizo, novamente, a Toque de Areia pelo trabalho”.

Alessandra Gonsales – Advogada e realizadora do 1º Congresso de Compliance em 2013 no Hotel Renaissance

“Sobre a vossa atuação, tenham presente que essa peça eu nunca havia assistido mas já havia lido o roteiro, achei que todos os temas colocados estão bem atuais no tecido corporativo brasileiro, a forma como foram colocados e o enredo da peça foi muito bem concebido e a performance dos atores soberba. Houve um momento em que a atriz desligou o nosso presidente que achei hilário, bem como todas as outras pessoas incluindo ele, situação essa que provavelmente não teria acontecido se soubessem quem era. A capacidade de improviso em algumas situações foi muito boa.
O resultado final foi a discussão sobre mensagens críticas nos dias de hoje, de uma forma lúdica e ligeira, bem diferente dos tradicionais palestrantes ou apresentações técnicas.
Abraço, bom trabalho e façam o favor de continuar assim.”

Sérgio Martins – Diretor de Auditoria Interna e Compliance da EDP